Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

O Palácio Almada-Carvalhais é, a par da Casa dos Bicos, um dos escassos exemplares da arquitetura civil do século XVI que, apesar de sucessivas alterações, mantém intactas partes significativas da construção inicial. Um dos poucos palácios renascentistas de Lisboa, foi construído na década de 1540 por Rui Fernandes de Almada, um conhecido mercador, político e humanista dessa época. Do edifício original restam a estrutura fundamental da construção em torno do pátio/claustro, com as suas belíssimas e eruditas decorações de capitéis e elegantes arcarias e colunas, obra-prima única da arquitetura palaciana lisboeta. De destacar ainda um comprido corredor com abóbodas forradas a azulejos e o que subsiste de uma cozinha improvisada no século XVIII. Mantêm-se ainda o piso nobre em galeria com janelas sobre o pátio e a torre da fachada com o seu portal.

O projeto em desenvolvimento promove a criação de um Hotel de Charme, que terá como núcleo central o antigo Palácio, em conjunto com um novo edifício a ser construído no interior do logradouro.

ABC: 9630,04 m²
Uso: Hotelaria
Equipas de Arquitetura: Pedro Reis Arquitetos 
Âmbito: Consultoria Estratégica, Estudo de Mercado, Gestão de Projeto e Brand Procurement
Status: Em curso 

Créditos de Imagem: Pedro Reis Arquitetos