Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

O prédio situado na esquina da Rua dos Douradores com a Rua da Conceição insere-se, genericamente, na métrica pombalina da Baixa Lisboeta, resultante das diretivas impostas pela Casa do Risco, no processo de reconstrução desencadeado após o terramoto de 1755. Nota: a Casa do Risco era constituída por um conjunto de engenheiros militares e arquitetos que procederam à elaboração de um plano de reconstrução ordenado e moderno da cidade de Lisboa, baseado nos novos conhecimentos sobre sismologia e segurança.

O prédio apresenta duas fachadas, seis pisos e uma água furtada, sendo o piso térreo de lojas. Foi objeto, ao longo dos séc. XIX e XX, de sucessivas fases de construção aproveitando os materiais mais antigos (cantarias e guardas de varandas), de que resulta a atual estrutura do edifício. São de realçar as pinturas influenciadas pelo pintor francês Jean Pillement, em linha com o gosto dominante em finais do séc. XVIII.

ABC: 1.990 m²
Uso: Hotelaria
Equipas de Arquitetura: Miguel Saraiva e Associados – Arquitetura e Urbanismo, S.A.
Âmbito: Consultoria Estratégica, Estudo de Mercado, Gestão de Projeto e Brand Procurement
Status: Em curso